Mapeamento da Pessoa Idosa

O cuidado à pessoa idosa deve considerar diversos fatores que interferem na sua condição de saúde, como os físicos, psicológicos, sociais e ambientais. Portanto, conhecer as características da população adstrita e do território é essencial para o planejamento das ações de promoção da saúde, prevenção de agravos e atenção à saúde.

Existe uma série de instrumentos com informações da população idosa adstrita. A busca por informações deverá considerar como fonte principal os registros existentes nas unidades de saúde e as observações realizadas nas visitas domiciliares.

A Atenção Primária em Saúde (APS) tem uma tarefa essencial na identificação dos idosos da sua região. É por meio das visitas dos Agentes Comunitários de Saúde – ACS que se faz a busca ativa e se capta informações para classificar os idosos do território em relação a sua capacidade funcional e vulnerabilidade. Às equipes de Atenção Primária cabe o cadastramento da população adstrita nos sistemas de informação disponíveis. O correto registro permite conhecer a população a ser atendida e colabora na identificação de demandas de cuidado e na definição do plano de ação.

Rolar para cima